<$BlogRSDUrl$>

Bento XVI: “acabem de uma vez por todas a corrupção” 

No fim do encontro com o Presidente José Eduardo dos Santos, no palácio presidencial (17h50), o Santo Padre Bento XVI dirigiu-se aos Angolanos e disse que “vós sois obreiros e testemunhas de uma Angola que se levanta depois de 27 anos de conflito”. Neste que foi o segundo discurso oficial do Papa em Angola, o tom principal de Bento XVI foi no sentido de apelar à responsabilidade de todos os angolanos a promoverem valores cristãos e humanos que possibilitem a harmonia e reconciliação. O Papa salientou o papel do nosso país no continente dizendo que “Angola sabe que gerou para África o tempo da esperança”, apelando à união de esforços para o equilíbrio social de todos. “As nossas acções nunca são diferentes aos olhos de Deus”, disse o Santo Padre que defendeu a necessidade de haver um “governo transparente” e uma “magistratura independente” em Angola. O Papa defendeu também que é preciso “acabar de uma vez por todas com a corrupção” que continua corroer as instituições, para deste modo enveredar por “uma perspectiva ética de desenvolvimento” humano, social e económico. Para o Papa Bento XVI, devem ser os africanos a promoverem o seu próprio desenvolvimento, sem esperar por ajudas e projecto feitos por outros. O Sumo Pontífice defendeu a importância da “família” e condenou a “discriminação sobre a mulher”, o aborto e a violência doméstica que acontecem na sociedade angolana. Garantiu que “a Igreja estará sempre ao lado dos pobres deste continente” e “continuará a fazer todo o possível para apoiar as famílias”.
O Papa Bento XVI despediu-se a seguir do Presidente e de todo o corpo diplomático e dirigiu-se à Nunciatura Apostólica onde neste momento (18h51) se encontra reunido com os Bispos da CEAST. (mais actualizações, nos próximos momentos).

Comments: Enviar um comentário

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

DIOCESE DE BENGUELA