<$BlogRSDUrl$>

Poligamia e a criança 

Muitas mulheres para um homem, a poligamia, é apontada pela dona Maria Isabel, Coordenadora da Pastoral da Criança na arquidiocese de Luanda como um desafio no acompanhamento da gestante.
Maria Isabel que mora na periferia da cidade de Luanda, capital de Angola, disse que desencorajar a poligamia é amar a criança, porque “ o amor de pai é decisivo para a criança e muitas vezes em caso do pai ter mais de uma esposa não consegue acompanhar devidamente”, disse. Para a responsável há casos de estarem em gestação mais de uma mulher o que se torna mais difícil ao homem pai, a transmissão do afecto a criança que vai nascer. Na periferia de Luanda e nas comunidades da diocese de Viana em cerca de 7 comunidades, onde se constata a diminuição sensível da morte diária de criança de 0 a 3 anos, com alguns cuidados de prevenção.

Comments: Enviar um comentário

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

DIOCESE DE BENGUELA